Disciplina - detalhe

LCF5759 - Bioestatística


Disciplina de Pós-Graduação

Objetivo
Capacitar o aluno a planejar, instalar, coletar dados e analisar estatisticamente experimentos florestais. Ainda, o aluno terá condições de elaborar relatórios sobre experimentos florestais. Será dada ênfase a utilização de softwares estatísticos para a análise dos dados.

Conteúdo
1. Importância da estatística na área florestal e relações com outras disciplinas.
2. Noções básicas do software para análise estatística de dados.
3. A distribuição Normal: origens, forma e usos na área florestal. Assimetria e Curtose.
4. Comparação de duas populações florestais: o teste t pareado e não pareado.
5. Princípios básicos da experimentação: repetição, casualização e controle local. Suposições da análise de variância.
6. Análise tabular de dados florestais.
7. Experimentos inteiramente casualizados.
8. Experimentos em blocos ao acaso.
9. O teste Qui-quadrado.
10. Testes não paramétricos.
11. Análise de correlação.
12 Relação solo-sítio para florestas implantadas: regressão linear simples e múltipla.

Bibliografia
CAMPOS, H. 1979. Estatística Experimental Não-Paramétrica. Piracicaba, FEALQ, 343 pp.
COCHRAN, W. G. & COX, G. M. 1957. Experimental Design. John Wiley & Sons, N.Iorque.
DAGNELIE, P. 1973. Estatística: Teoria e Métodos. Publicações Europa- América, Portugal. Vol. 1 e 2.
FONSECA, J. S. & MARTINS, G. A. 1986. Curso de Estatística. Ed. Atlas, São Paulo, 286 pp.
WALKER, G. 1997. Common Statistical Methods for Clinical Research with SAS® Examples, Cary, NC:SAS Institute Inc., 315 pp.
SNEDCOR, G. W. & W. G. COCHRAN. 1967. Statistical Methods. 6a Ed. Iowa State Univ., Ames, E.U.
SOKAL, R. R. & F.J. ROHLF. 1980. Biometry. Freeman, São Francisco. E.U.
ZAR, J.H. 1998. Biostatistical Analysis. Prentice Hall, 929 pp.