Disciplina - detalhe

0110502 - Estágio Profissionalizante em Engenharia Florestal


Disciplina de Graduação

Objetivo
Aprimorar a formação cultural, social e técnico-científica do estudante. Colocar o estudante em sintonia com a prática diária de sua profissão. Possibilitar ao estudante a experiência de um ensaio pré-profissional. Dar ao estudante a oportunidade de utilizar sua experiência pré-profissional para identificar as disciplinas que melhor complementem sua formação acadêmica para cursá-las após o período de Estágio Profissionalizante em Engenharia Florestal.

Programa resumido
O estudante candidato à Estágio Profissionalizante em Engenharia Florestal deverá planejar, juntamente com o seu orientador, um programa em que seja considerada uma das alternativas seguintes:
a) Unidade de produção agrícola, florestal ou agroindustrial.
O programa deverá contemplar a participação do estudante nas atividades relacionadas à produção na unidade e seu envolvimento com a identificação de problemas, a proposta de soluções e o emprego dessas soluções.
b) Instituições de pesquisa, de ensino, ou de extensão rural oficiais ou privadas.
O programa deverá contemplar a participação do estudante em projetos específicos a se iniciarem, já iniciados ou em andamento nessas áreas.
c) Entidades públicas ou privadas atuantes na área de produção.
O programa deverá contemplar a elaboração de projetos de utilização de recursos naturais ou manufaturados para a produção de alimento, fibras, energia ou materiais de abrigo.

Programa
O Estágio Profissionalizante em Engenharia Florestal terá um programa para cada estudante ou grupo de estudantes, elaborado de comum acordo com o seu orientador. O conteúdo do programa será delineado de modo a enquadrar-se em uma das seguintes áreas de atuação:
Produção: Análise de recursos, projeto de implantação e cronograma de implantação, técnicas de execução, previsão de produção e planejamento econômico. Manejo de recursos naturais e insumos.
Pesquisa: Elaboração de projetos de pesquisa específicos, identificação de problemas, delineamento experimental, redação de projetos, execução, coleta de dados, análise e interpretação e redação do relatório final de pesquisa.
Ensino: Técnicas de ensino, princípios pedagógicos e didáticos. Avaliação do aprendizado e modelos de avaliação. Prática de ensino teórico e aplicado.
Transformação: Estudo, acompanhamento e execução de casos específicos de transformação de matéria prima de origem florestal. Estudos dos processos envolvidos em seus aspectos, de engenharia e de avaliação qualitativa, tanto na esfera rural quanto na industrial.
Administração: Análise e planejamento da gerência de projetos florestais.
Extensão: Estudo e aplicação dos princípios e técnicas de divulgação de conhecimentos e práticas visando o aumento da produtividade e da eficiência nas operações de produção.

Bibliografia
A ser indicada pelo departamento responsável.